Acessibilidade
28 de agosto de 2017 18:12

Aluna de Fisioterapia aplica método pioneiro em Mossoró para assistência neonatal

Projeto “No Balanço da Rede” auxilia recém-nascidos de baixo peso através de estimulação cerebral

Um novo método de estimulação neonatal está ajudando a melhorar a sobrevida de recém-nascidos de baixo peso em Mossoró. Através do projeto “No Balanço da Rede”, os bebês são colocados em redes de balanço instaladas dentro do berço, propiciando uma estimulação cerebral através do movimento leve que favorece o ganho de peso. A iniciativa pioneira na cidade foi aplicada pela aluna do Curso de Fisioterapia do Campus Mossoró da UnP, Ivanna Fernandes, e já conta com o apoio de outros estudantes e professores.

Realizada em parceria com o Hospital Maternidade Almeida Castro, a prática se baseia no Método Canguru e favorece uma postura mais fisiológica e parecida com a do ventre materno durante a gestação. Com isso, é permitido ao recém-nascido uma integração sensorial, reações de equilíbrio e proteção, experiências motoras e modulação do tônus. Isso porque o balanço ajuda na estimulação do Vestíbulo, área do cérebro responsável pelo equilíbrio, coordenação e atividades motoras.

“Pela neuroplasticidade, a criança pode experimentar movimentos e posturas normais desde seu nascimento, ajudando o bebê a poupar o stress e conservar energia para o seu crescimento e desenvolvimento”, explica o Coordenador do Curso de Fisioterapia em Mossoró, Prof. Cleber Mahlmann. O projeto tem como responsáveis as Professoras Sâmya Pires, Ana Irene e Mariana Mendes além do envolvimento direto dos alunos Gustavo Coringa, Maria Eliza e Wesley Castro.