Acessibilidade

Central de Atendimento: (84) 4020-7890

16 de novembro de 2017 10:37

Alunas de Psicologia apresentam pesquisa em Congresso Internacional

Evento abordando estudos sobre drogas foi realizado em Belo Horizonte entre os dias 7 e 10 de novembro

Negros e pobres. Esse é o perfil dos jovens marginalizados pelas drogas cujo consumo é, geralmente, relacionado ao aumento da violência. No entanto, o consumo de substâncias psicoativas não é o único fator que tem levado o Rio Grande do Norte a números alarmantes na criminalidade. É o que aponta um trabalho produzido pelas alunas de Psicologia Ana Luíza de Macêdo Norberto e Ingrid Jordana Sousa Diniz. Elas representaram a UnP no 6º Congresso Internacional da Associação Brasileira de Estudos Multidisciplinares sobre Drogas (Abramd) realizado na PUC Minas, na cidade de Belo Horizonte, entre os dias 7 e 10 de novembro.

As alunas de iniciação científica apresentaram o trabalho intitulado “Os jovens alvos da violência: quem são?”. A pesquisa foi orientada pela Profa. Martha Emanuela da Silva Figueiró e apresentada no 6º Abramd dentro do Grupo de Trabalho “Guerra às Drogas e políticas públicas: é proibido ter direitos”.

Para construir o artigo, elas utilizaram fontes bibliográficas apontando autores críticos sobre a criminalização das drogas, o encarceramento e os direitos humanos. Também foi feito um levantamento em documentos oficiais do governo do estado, a fim de demonstrar que o uso de substâncias psicoativas não é o fator primordial no aumento da violência. No entanto, essa condição resulta como sendo fundamental para o aumento do encarceramento de jovens negros e pobres.