Acessibilidade

Central do Candidato: (84) 4020-7890 / Central do Aluno: (84) 3227-1234 +

+

12 de Abril de 2018 14:57

Alunos da UnP levam Educação Ambiental para Comunidade Paraíso

Projeto “Se essa rua fosse minha” envolve estudantes de Ciências Biológicas e Pedagogia

A Educação Ambiental é capaz de mudar até o nome de um lugar. É assim com a Comunidade Paraíso, localizada em Barra do Rio, Extremoz (RN), lugar onde acontece o projeto “Se essa rua fosse minha”. Realizado pelos alunos dos Cursos de Ciências Biológicas, Educação Física e Pedagogia, o trabalho é coordenado pelo Prof. Paulo Gerson.

A atividade existe desde abril de 2017 e, em quase um ano, mudou a realidade da comunidade Paraíso. O local antes era conhecido como “Inferninho”, por ser um lugar onde o som alto predominava. Quando o “Se essa rua fosse minha” chegou, aconteceu uma reunião com os moradores e a decisão foi que iria se chamar Paraíso. Foram colocadas placas, como “Bem-Vindo”, e com os nomes das ruas.

Junto com os universitários, a comunidade faz a vistoria de papel plástico e coleta em sacos de lixo. Na primeira ação, foram coletados 200kg de lixo, o número reduziu consideravelmente: a média, atualmente, varia entre 5kg a 6kg.

Acontecendo quinzenalmente, o projeto envolve crianças e pais que moram no local e que participam da manutenção do bairro, como limpeza e organização. São desenvolvidas várias atividades infantis, a partir da idade de seis anos, sempre das 9h às 11h. São oficinas de pintura, conserto e fabricação de brinquedos feitos com materiais recicláveis e leituras que incentivam essas crianças que estão na fase de alfabetização.

O grupo de estudantes também leva os moradores até o manguezal que fica próximo à comunidade, onde plantam e acompanham o crescimento das árvores. O objetivo é que as pessoas se sintam incluídas no lugar onde vivem.