Acessibilidade
28 de junho de 2012 11:16

Alunos da UnP participam da criação de novos produtos fitocosméticos

Alunos do quinto período do turno vespertino do curso de Farmácia da Universidade Potiguar realizaram um trabalho de criação de produtos fitoterápicos proposto pela disciplina Manipulação Magistral, dos Professores Fábio Araújo e Cláudia Daher. Os fitocosméticos são cosméticos cujos princípios ativos são extratos integrais de vegetais, óleos vegetais ou mesmo partes do vegetal. A atividade teve também a participação do Prof. Cypriano Neto ajudando nos testes de estabilidade dos produtos.

Ao todo, os alunos criaram nove produtos fitoterápicos relacionados a cuidados com a pele, higiene íntima e cuidados essenciais. Utilizando os conhecimentos da disciplina Plantas Medicinais, cumprida anteriormente, os alunos pesquisaram plantas com fins diversos, verificando qual a melhor forma farmacêutica a ser utilizada, trabalhando uma formulação com adjuvantes complementares e testando técnicas de preparação, até obter um produto final viável. Depois disso, realizaram os testes de estabilidade segundo os critérios da ANVISA para cosméticos.

De acordo com o Prof. Fábio, o projeto surgiu com a ideia de implementar efetivamente metodologias ativas na disciplina, a qual estava ocorrendo pela primeira vez com um formato integrado. O tema abordado foi  a obtenção de fitocosmético inovador e, sendo assim, os produtos deveriam consistir em algo que ainda não existe no mercado: “Como se tratam de plantas de efeito já conhecido e comprovado, os produtos já podem ser testados quanto a sua eficácia em nova etapa do projeto a ser feita pelos alunos, agora, como extensão”.

Os produtos criados foram os seguintes: Creme anticelulite com ginko billoba e abacaxi, protetor labial com óleo de coco e extrato de romã, Gel base de quitosa com Hamamellis e Aloe Vera, creme hidratante para os pés com óleos essenciais de gengibre e copaíba e extrato de abacate, protetor solar fator 15 com macela, creme antienvelhecimento com extrato de noni, loção pós-sol com cravo da índia e aloe vera, sabonete íntimo antisséptico com aroeira e camomila, sabonete líquido para o rosto com calêndula e rosmarinus. 

A aluna Maria Aparecida comenta sobre a importância da atividade: “Essa foi uma experiência muito boa, já que nos permitiu a aplicação de novas técnicas que facilitaram o nosso aprendizado, indo além daquilo que vemos na teoria em sala de aula. Acredito que a turma inteira foi beneficiada com essa disciplina, que nos desafiou a responder a uma das demandas de mercado para os produtos fitoterápicos que é justamente o critério da inovação” – comenta a aluna. Depois do produto pronto era necessário compor uma marca e um pequeno plano de marketing para apresentação.

“De maneira geral considero que o resultado desta ação foi bastante satisfatório, pois houve um bom envolvimento dos alunos com o projeto e sem este envolvimento, o resultado seria diferente” – explica o Prof. Fábio e adianta: “Mas isso é só o começo, pretendemos implementar projetos semelhantes para outras turmas. E avançar nos detalhes de cada fórmula, para que elas possam ser colocadas a disposição da comunidade externa à universidade” – conclui.

Veja FOTOS