Acessibilidade
20 de Maio de 2016 18:40

Alunos do Campus Mossoró promovem conscientização sobre o parto normal

A intervenção faz parte das atividades do Estágio Supervisionado Obrigatório e objetivou demonstrar o manejo não farmacológico para alívio da dor no parto normal.

No dia 18 de maio os alunos do 10° período do Curso de Enfermagem da Universidade Potiguar Campus Mossoró, integrante da rede Laureate, realizaram uma intervenção abordando os benefícios e as técnicas do manejo não farmacológico para alívio da dor no parto normal. O público foi formado por gestantes atendidas na Unidade Básica de Saúde da Família Chico Porto, localizada no bairro Aeroporto, que faz parte do campo de estágio para o Estágio Supervisionado Obrigatório.

Durante a palestra foram esclarecidas todas as dúvidas das gestantes presentes sobre o parto normal e seus benefícios, e em seguida os alunos fizeram demonstração dos manejos utilizando alguns materiais necessários, a exemplo da bola suíça. Essa intervenção ainda visou informar as mulheres de que a dor do parto normal pode ser controlada a partir de simples exercícios, como a caminhada, banho, massagens entre outros. A intervenção foi encerrada com um momento de descontração entre todo o grupo presente e servido um coffee break com alimentos saudáveis, visando o incentivo das gestantes seguirem uma dieta balanceada e uma alimentação saudável.

“Esse tipo de intervenção ajuda a desconstruir mitos e a reconstruir outros comportamentos em relação ao trabalho de parto, fazendo com que essa mulher conheça melhor todo o processo e tenha um parto mais seguro, tanto para ela, quanto para o recém-nascido.”, relatou o Professor Wanderley Fernandes da Silva, Coordenador Acadêmico do Curso de Enfermagem do Campus Mossoró.

O tema abordado já havia sido trabalhado por esse grupo de alunos em estágio anterior, no Hospital da Mulher, maternidade pública de Mossoró. Lá, as gestantes que já se encontravam em trabalho de parto foram auxiliadas pelos estudantes de Enfermagem da UnP na realização dos exercícios necessários. A proposta de dar continuidade ao projeto veio no início do semestre 2016.1, em uma das reuniões entre alunos e preceptores, quando foi analisada a importância de continuar o projeto na atenção primária, com o objetivo de preparar as gestantes desde as consultas de pré-natal.