Acessibilidade

Central do Candidato: (84) 4020-7890 / Central do Aluno: (84) 3227-1234 +

+

13 de Fevereiro de 2015 11:51

Amor pela Educação: do corte da cana ao diploma universitário

Sonhar não custa nada, mas correr atrás de um sonho não é fácil. Ana Maria Lima dos Santos sabe bem como é isso. Foi superando muitas dificuldades que ela agora comemora sua colação de grau no curso de Pedagogia da Universidade Potiguar, que aconteceu no dia 10 de fevereiro.

De cortadora de cana de açúcar na infância, a hoje adulta Ana Maria foi a primeira da família a ter um diploma de curso superior. “Apesar de todas as dificuldades, sempre tive o sonho de poder estudar para ser alguém na vida, muitas vezes fui motivo de risos por querer algo tão distante da nossa realidade. Mas, descobri muito cedo uma palavra que trago comigo até hoje ‘persistência’ essa que me move quando sinto-me desafiada”, disse Ana.

Natural de Ceará-Mirim, a  pedagoga teve que trabalhar desde os 10 anos de idade para ajudar a família, passou por períodos em que não havia a opção de estudar, e somente depois de casada pôde superar toda a falta de tempo, dificuldades financeiras e limitações da vida, concluindo o Ensino Fundamental e o Ensino Médio. Neste meio tempo, Ana trabalhou como gari e empregada doméstica. Com amor aos estudos, o apoio do marido e de alguns amigos, ela quis ir além. Sonhava em fazer uma Graduação. “Fui desde boia fria a doméstica, sempre buscando, nos meus horários vagos, me alfabetizar lendo livros de romances, histórias de cordéis entre outros que eu podia comprar nos sebos com o dinheiro que sobrava das compras de casa. E foi assim, que aprendi a ler”, completou.

Ao se formar no Ensino Médio, Ana Maria passou a lecionar em Parnamirim dentro do programa federal Brasil Alfabetizado. “Quando trabalhei como gari, um dos meus incentivos a continuar estudando foram os colegas de trabalho. Alguns não sabiam ler ou escrever. Como eu já tinha o Ensino Médio, pude participar do programa Brasil Alfabetizado, e comecei alfabetizando meus colegas de trabalho. Ensiná-los a ler e escrever me deixou muito feliz e ali eu tomei gosto pela pedagogia”. Em 2010, após algumas tentativas, Ana Maria obteve bons resultados no Enem e conseguiu uma bolsa integral na Universidade Potiguar, através do Prouni. A escolha do curso não poderia ser outra: Pedagogia.

Professora de Ana Maria durante a sétima série do Curso na UnP, Lúcia Leandro conheceu a história de vida da sua aluna e passou a admirá-la. “Me emociono muito com a história dela. Ana é uma guerreira, passou por inúmeras dificuldades, mas não desistiu de mudar sua realidade”, conta a Professora Lúcia, que cita o patrono da educação brasileira, refletindo seu sentimento enquanto profissional da educação. “Paulo Freire diz que ‘Educação não transforma o mundo. Educação muda pessoas. Pessoas transformam o mundo’, e Ana Maria me mostrou a capacidade que podemos ter para transformar nosso mundo”, e completa “meu sentimento é de felicidade por fazer parte do sonho dela, que é o universo da educação”.

Agora diplomada, Ana Maria sonha em chegar mais longe. Faz planos para iniciar uma Pós-Graduação ainda em 2015. E não para por aí. Seu outro sonho é fazer o Curso de Direito. Atualmente Ana Maria é servidora pública no município de São José de Mipibu, atuando como ASG Merendeira, contudo, já distribuiu currículos em escolas e aguarda uma oportunidade para exercer sua profissão de pedagoga.

Questionada sobre o que a encanta na educação, a mulher de origem humilde e batalhadora responde emocionada que “alfabetizar uma criança ou um adulto é o que me deixa feliz. Ver uma pessoa descobrir um mundo, assim como eu descobri. Trabalhar com o lúdico e com as possibilidades que só a leitura e a escrita trazem. Testar os limites e mostrar que qualquer pessoa tem capacidade de alcançar seus sonhos”. A todos, Ana Maria Lima dos Santos deixa a mensagem de que “nunca deixem de acreditar em seus sonhos e se motivem. Persistir é o primeiro passo para realizar o que desejamos”.