Acessibilidade

Central do Candidato: (84) 4020-7890 / Central do Aluno: (84) 3227-1234 +

+

4 de dezembro de 2015 18:34

Aplicativo desenvolvido pelo e-Labora rende homenagem durante evento da Emater-RN

Lançado em outubro de 2015, o Ceres já teve mais de 600 downloads, e chegou à terceira colocação no ranking de downloads na categoria Business da Google Play Store.

Dezembro chega com mais um reconhecimento para a Universidade Potiguar. Na sexta-feira, dia 4, durante as comemorações pelos 60 anos da Extensão Rural no Rio Grande do Norte, o Governo do Estado, através da Emater-RN, prestou homenagem à UnP em virtude do desenvolvimento do sistema de informação Ceres Cidadão. Trata-se de um aplicativo idealizado e desenvolvido pelo Professor Hideljundes Macedo, com o apoio de alunos voluntários do e-Labora – Centro de Excelência em Pesquisa Aplicada da UnP, em parceria com a Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Pesca (Sape).

Das mãos do Diretor Geral da Emater-RN, Cesar José de Oliveira, o Presidente do e-Labora e Diretor da Escola de Engenharias e Ciências Exatas, Professor Gedson Nunes, recebeu o certificado em reconhecimento aos relevantes serviços prestados em prol da extensão rural, fortalecendo a agricultura familiar. “O e-Labora tem se constituído como a porta da UnP para a sociedade e indústria, oferecendo serviços de qualidade nas áreas das Engenharias, e principalmente, proporcionando aos nossos alunos a oportunidade de desenvolver atividades práticas, alinhadas a teoria de sala de aula, e levando bons produtos e serviços”, detalhou o Professor.

O aplicativo Ceres permite à população acompanhar o trabalho do técnico de extensão rural e seus desdobramentos, como o uso dos recursos públicos destinados à área. Além disso, oferece acesso a cotação dos preços praticados pelo Ceasa, a previsão do tempo, o índice pluviométrico, entre outros. Lançado em outubro de 2015, o Ceres já teve mais de 600 downloads, e chegou à terceira colocação no ranking de downloads na categoria Business da Google Play Store.

Pensado desde 2010, o projeto Ceres nasceu a partir da lei de acesso à informação. Para o idealizador do projeto, Professor Hideljundes, “era importante ter um meio para mostrar como a agricultura funciona e o que ela faz pelo estado, além de levar informações aos agricultores. Com o surgimento do e-Labora, conseguimos unir a sociedade com a academia, e ter um norte para colocar em prática projetos como o Ceres”. Com reconhecimento nacional, o aplicativo desenvolvido por pesquisadores da Universidade Potiguar ainda foi incluído no Caderno de Boas Práticas de Ater, pelo Departamento de Assistência Técnica e Extensão Rural.