Acessibilidade
20 de novembro de 2017 11:48

Arquitetura e Urbanismo redescobre história de Mossoró

Iniciativa foi do Grupo de Estudos do Patrimônio Histórico Arquitetônico de Mossoró, composto por professores e alunos da UnP

Dezessete pontos históricos de Mossoró puderam ser melhor conhecidos no dia 11 de novembro. O Grupo de Estudos do Patrimônio Histórico Arquitetônico de Mossoró (Gepham) realizou a I Caminhada Histórica de Mossoró, com o tema “História e Cultura, Passo a Passo”. O grupo é coordenado pelos professores Thalles Chaves Costa, de História da Arte, e Alexandre Lopes, sendo composto por alunos de Arquitetura e Urbanismo da UnP.

O evento percorreu o corredor cultural de Mossoró, saindo às 15h, da Praça do Museu Lauro da Escóssia, no centro de Mossoró. Participaram pessoas de todas as idades, interessadas em conhecer um pouco mais da história dos monumentos da cidade. Em todo o percurso foi explicado aos participantes, a importância histórica de cada monumento, constituindo uma grande aula de História ao ar livre.

A Caminhada percorreu os seguintes monumentos que compõem o corredor cultural da cidade: Loja Maçônica “24 de junho”; Praça da Redenção “Dorian Jorge Freire”; Estátua da Liberdade; Prédio da União Caixeiral; Praça Vigário Antônio Joaquim; Monumento ao Governador Dix-Sept Rosado Maia; Catedral de Santa Luzia; Largo Monsenhor Huberto Bruening; Câmara Municipal de Mossoró; Praça Rodolfo Fernandes; Praça do Codó; Igreja de São Vicente; Palácio da Resistência; Memorial da Resistência; Teatro Dix-Huit Rosado e Estação das Artes Eliseu Ventania.

A Caminhada foi inspirada em pesquisa histórica dos monumentos que compõem o percurso realizada pelo historiador Geraldo Maia.