Acessibilidade
11 de Maio de 2015 18:54

Artigo de professores do Mestrado em Engenharia de Petróleo e Gás é destaque em revista internacional

Fontes renováveis para a produção de energia. Diante da atual crise energética brasileira, professores do Mestrado em Engenharia de Petróleo e Gás da Universidade Potiguar alcançaram destaque internacional com a publicação de um artigo sobre o tema num dos principais periódicos da área, o Journal of Thermal Analysis and Calorimetry.

O artigo, intitulado “Thermal stability evaluation of biodiesel derived from sunflower oil obtained through heterogeneous catalysis (KNO3/Al2O3) by thermogravimetry”, é de autoria dos professores Luzia Patrícia Galvão, do Mestrado em Engenharia de Petróleo e Gás – MPEPG, e Antonio Araujo, que atua como colaborador do Mestrado, trata da análise e utilização de fontes renováveis para a produção de energia que surge cada vez mais como uma necessidade de garantir um desenvolvimento sustentável para a sociedade atual e futura. Nos últimos anos, as energias renováveis têm se acentuado, especialmente, em virtude das mudanças climáticas. Com isso, os biocombustíveis obtidos a partir de espécies vegetais e/ou animais estão adquirindo um papel relevante como alternativa energética.

Dentre várias possibilidades, uma das alternativas é exatamente o biodiesel, que resulta da reação de substâncias com metanol ou etanol, respectivamente, na presença de um catalisador adequado. A produção de biodiesel nessas condições é realizada principalmente por meio de catalisadores básicos homogêneos. São eles que promovem a reação com uma boa velocidade e conversão. Entretanto, a remoção dos catalisadores do produto gerado é tecnicamente difícil e exige uma grande quantidade de água, consequente gera uma grande quantidade de efluente.

O artigo publicado discute o cenário de substituição dos catalisadores homogêneos convencionais que poderão potencialmente reduzir os custos da produção de biodiesel, tornando-o competitivo em relação ao combustível fóssil.

O Journal of Thermal Analysis and Calorimetry é qualificado como A1 em Engenharias II, ou seja, está na primeira linha na escala de valoração acadêmica. O artigo possui coautoria dos professores João Paulo Evangelista, da UnP, e Valter Fernandes Jr., Júlio da Silva e Amanda Gondim, da UFRN. A Coordenadora do MPEPG, professora Ana Catarina Fernandes Coriolano, ressalta a relevância de publicações abrangendo o tema em energias renováveis, especialmente considerando que no cenário atual a indústria petrolífera busca manter suas matrizes por meio dessas novas fontes enérgicas. Outro fator destacado é a colaboração existente entre o grupo da UnP e outras instituições universitárias.