Acessibilidade

Central do Candidato: (84) 4020-7890 / Central do Aluno: (84) 3227-1234 +

+

30 de julho de 2015 19:00

Artigo – Empreendedorismo Universitário na Universidade Empreendedora

O primeiro passo para se empreender é ter a vontade de fazer algo diferente, de sair da caixa e se lançar em novos projetos e viver o diferente, construindo o seu próprio caminho, seja na vida pessoal ou na sua carreira profissional. Também é fundamental ter os conhecimentos técnicos e gerenciais necessários para que esse novo projeto venha realmente a dar certo e promover as mudanças desejadas na sua vida.

Nesse contexto, o empreendedorismo encontra um ambiente extremamente rico ao seu desenvolvimento dentro das universidades. Os recém-adultos ingressam no ambiente universitário cheios de energia, ideias e vontade de fazer a diferença e não serem apenas mais um na nossa sociedade. Lá eles encontram outros com essa mesma – usando o vocabulário deles – pegada ou vibe. Um mundo novo de competências, habilidades e atitudes começam a ser desenvolvidas em meio à vastidão de novos conteúdos que eles passam a ter acesso. E, assim como a roupa nova que ele comprou e anseia por estrear, eles anseiam por colocar em prática tudo de novo que eles aprendem.

Apesar de o Empreendedorismo ter começado a ser abordado na forma curricular em 1947 nos Estados Unidos, e em 1980 no Brasil, a inserção do empreendedorismo no ambiente educacional era muito baixa no início dos anos 1990. Esse cenário mudou e, com ele, o empreendedorismo e o empreendedor evoluíram. E essa mudança provocou, ou foi provocada, pela mudança no perfil do jovem brasileiro. O jovem passou a ter mais acesso ao Ensino Superior, a competitividade aumentou significativamente no mercado de trabalho e os jovens começaram a perceber que não adiantava mais somente, como diziam os pais deles, “se formar”.

Era preciso ter educação continuada, formal e informal, e desenvolver competências e habilidades que os diferenciassem frente a uma concorrência muito acirrada no mercado de trabalho. O jovem universitário brasileiro conheceu o Empreendedorismo e suas possibilidades. Eles passaram a querer empreender e a serem empreendedores, foi aí que surgiu o Empreendedorismo Universitário, que se caracteriza por aquelas iniciativas empreendedoras que os universitários desenvolvem durante seu período de universidade ou mesmo despois dos seus estudos formais, mas agora com suporte da universidade.

Neste momento a universidade começou a focar esforços no sentido de fomentar o ambiente de inovação, a formação de empreendedores e a criação de novos negócios, fazendo surgir assim, a Universidade Empreendedora, que incorpora em suas atividades de dentro e fora de sala de aula de maneira transversal, e não só pontual, atividades de que possibilitem, tanto a alunos quanto a egressos o estímulo e a obtenção de experiências empreendedoras.

 

Por Raniery Pimenta
Presidente do Empreende -UnP

Artigo publicado na coluna Plural do Novo Jornal.