Acessibilidade
9 de novembro de 2015 15:38

Concurso de Sustentação Oral da Escola do Direito Campus Natal chega em sua 8ª edição

Alunos da 10ª série conquistaram o primeiro e segundo lugar do concurso, que avaliou a capacidade dos estudantes em sustentar oralmente uma peça jurídica.

Buscando levar conhecimento através de uma metodologia diferenciada, a Escola do Direito do Campus Natal realiza semestralmente atividades que estimulam tanto o aprendizado, como competências profissionais e sociais dos seus alunos. É nesse sentindo que no dia 30 de outubro aconteceu o VIII Concurso de Sustentação Oral, na Unidade Roberto Freire.

A cada edição é abordada uma diferente área do direito, e o caso simulado desta vez envolveu o Tribunal de Ética e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil. “Tratava-se de um caso entre um advogado e seu cliente, uma discussão acerca de honorários advocatícios sucumbenciais e tal discussão vai parar no Tribunal de Ética e Disciplina da OAB. E, o competidor no VIII Concurso deveria realizar oralmente a defesa do advogado, o que chamamos de Sustentação Oral.” Explica a Professora Lígia Costa Araújo.

Quem garantiu o primeiro lugar da VIII edição do Concurso de Sustentação Oral da Escola do Direito, Campus Natal, foi Samuel Carvalho de Souza, da 10ª série, e da mesma série, Hugo André Alves Fernandes, conquistou a segunda colocação. Além dos vencedores, participaram como competidores desta edição os alunos: Igor Raphael Ferreira Santos; Magali Regina Hans; Cristiane Fraustino Marques dos Santos; Francisco Alessandro de Oliveira Araujo; Victor Palla de Medeiros Cadete; Joerik Pereira de Queiroz; Sidney Jefferson Pereira do Nascimento; Dhiogo Fonseca de Moura.

O Concurso é uma oportunidade para alunos entre a 7ª e a 10ª séries colocarem em prática seus conhecimentos em Sustentação Oral, tal qual é exigida no exercício da profissão de advogado. Para o Concurso, são selecionados 10 alunos, que devem fazer a defesa ou acusação de um caso hipotético, tudo perante uma plateia formada por alunos e professores, além de um júri, formado por importantes profissionais do mercado.

O júri simulado foi formado por Dr. Paulo Eduardo Pinheiro Teixeira (advogado, ex-conselheiro do CNJ e ex-presidente da OAB/RN); Dr. Daniel de Melo Lacerda (advogado, assessor de Gabinete do TCE, auxiliar do TED); Dr. José Correia de Azevedo (advogado e ex-presidente do Tribunal de ética e disciplina da OAB/RN); Dr. João Paulo dos Santos Melo (advogado e coordenador do Núcleo de Prática Jurídica da UFRN); e Dra. Wanessa Alves Dias (advogada, ex-aluna da UnP e vencedora de uma das edições do Concurso de Sustentação Oral).