Acessibilidade

Central do Candidato: (84) 4020-7890 / Central do Aluno: (84) 3227-1234 +

+

18 de setembro de 2014 14:37

Curso de Computação Forense oferecido pelo e-Labora conclui primeira turma

O primeiro curso de Computação Forense para dispositivos móveis do e-Labora formou a primeira turma, atendendo a uma solicitação do Ministério Público do Rio Grande do Norte, em parceria com o poder Judiciário da comarca de Caicó. A turma é constituída por diversos profissionais da área de Segurança Pública tais como delegados, promotores, policiais rodoviários federais, policiais militares e civis. A carga horária total é de 20 horas.

O curso é coordenado pelo professor Jorge Ramos de Figueiredo, responsável pela Pós-Graduação nas áreas de Engenharias, Tecnologia da Informação e Meio Ambiente. “O teor principal e foco do curso são as técnicas básicas de investigação dos crimes relacionados à internet”, informa ele. Os alunos recebem treinamento para dominar as técnicas de análise dos celulares em diversas situações envolvendo tecnologias digitais: recuperação de mensagens deletadas, histórico de páginas acessadas e de mensagens do sistema WhatsApp, fotos, vídeos que foram apagados e/ou gravados, além de instruir a identificação das mensagens armazenadas no cartão (chip) dos celulares.

Neste formato adaptado para atender a uma necessidade crescente por técnicas de análise de dados dos dispositivos móveis para rastrear e diagnosticar crimes, o curso é um desdobramento da especialização lato sensu (360 horas) em Computação Forense, oferecida desde 2010. A UnP foi a primeira instituição de ensino superior do Norte e Nordeste a oferecer um curso de Pós-Graduação na área de perícia em informática.

O curso de especialização já foi reconhecido inclusive fora do país. No primeiro semestre deste ano, por exemplo, o professor Jorge Figueiredo ministrou, a convite do Exército de Portugal, aulas de perícia em informática para os oficiais, em Lisboa. Como ele explica, entre os alunos que já concluíram a especialização, há promotores de justiça que investigam crimes de diversas naturezas, incluindo o novo segmento de crimes por computador e o universo de dados armazenados nos smartphones.