Acessibilidade

Central de Atendimento: (84) 4020-7890

19 de novembro de 2012 14:41

Curso de Gestão Ambiental realiza ação especial no rio Ceará-Mirim

Discentes do curso de Gestão Ambiental da Universidade Potiguar estão desenvolvendo um trabalho pioneiro no estuário do rio Ceará-Mirim, na altura dos municípios de Barra do Rio e Extremoz, recuperando o ecossistema local das depredações provocadas pela ação do homem. O trabalho é realizado sob a coordenação do Professor Paulo Gerson de Lima, responsável pela disciplina de Recuperação de Áreas Degradadas.

O docente está à frente de 14 estudantes da turma 4NA, que fizeram um Estudo de Impacto Ambiental da área afetada, o que possibilitou identificar a restauração da mata ciliar nas margens do rio como a melhor ação a ser empregada para o caso. Em duas etapas, realizadas no mês de novembro, foram plantadas 1.800 mudas de mangue vermelho (Rhyzofora mangue) e até o início de dezembro a meta é atingir o número de 3.000 mudas plantadas. 

O pedido de ajuda para o rio chegou até a Universidade através da Cooperativa de Balseiros – COOPBALSAS, entidade local que estrou em contato com a coordenação do curso em busca de uma solução para os diversos problemas enfrentados pelas pessoas que vivem ou trabalham próximo ao manancial. Entre os desafios a serem corrigidos estão: o assoreamento do rio e a escassez de peixes, caranguejos e camarões, o que afeta diretamente as comunidades de pescadores e dos trabalhadores que fazem a travessia do rio via balsas.

Com a iniciativa da comunidade acadêmica da UnP, a população ribeirinha percebeu algumas mudanças positivas de imediato na área afetada e os alunos puderam vivenciar na prática os conhecimentos construídos ao longo do curso. Uma vez transformado em atividade de extensão o trabalho proposto ganhará continuidade, tendo em vista o compromisso da Universidade Potiguar com as questões ambientais no Rio Grande do Norte e pelo importante valor para a formação dos seus alunos.