Acessibilidade

Central do Candidato: (84) 4020-7890 / Central do Aluno: (84) 3227-1234 +

+

6 de Fevereiro de 2012 15:32

Docente da ECA participa de evento científico internacional amanhã em SP

O Professor Josenildo Soares Bezerra, Diretor Adjunto do curso de Publicidade e Propaganda da UnP e docente da Escola de Comunicação – ECA, estará participando na semana que vem de um grande evento na área da Linguagem e Comunicação Internacional. Trata-se do III Simpósio Nacional Discurso, Identidade e Sociedade I Simpósio Internacional Discurso, Identidade e Sociedade, que irá discutir o tema DILEMAS E DESAFIOS NA CONTEMPORANEIDADE, em Campinas – SP, de 14 a 16 de fevereiro.

O evento deste ano será sediado na Unicamp/SP. Este evento tem a especificidade de juntar os grandes escritores e produtores científico destas áreas. Na ocasião, o Professor Josenildo apresentará um trabalho que já é capítulo de sua Tese de Doutorado. Desde a primeira edição, a grande relevância do evento deve-se à sua natureza multi e transdisciplinar. Nesse sentido, o objetivo principal do simpósio é reunir pesquisadores de diversas áreas do conhecimento nas Ciências Humanas e Sociais, a fim de partilharem leituras e reflexões acerca da problemática focalizada pelo simpósio: discurso, identidade e sociedade.

Veja a seguir, o resumo do Artigo Científico do Prof. Josenildo.

RESUMO

O CORPO-TELA:
a escrita e reescrita de si na contemporaneidade

Josenildo Soares Bezerra
   
A investigação analisa o corpo enquanto uma tela em que escrevemos e inscrevemos nossas subjetividades e identidades. Tomaremos as tecnologias do corpo no que tange as modificações capazes de significar para outro adotar se posicionar discursivamente em esferas sociais. O corpo-tela é onde se imprimem cores, signos, textos etc capazes de dizerem quem somos e onde estamos. As tatuagens inscritas em seus corpos, piercings e adereços que conjugamos como uma nova estética corporal também modelam corpos que são reproduzidos pela mídia enquanto belo. Interessa-nos entender como tais constructos corporais constroem subjetividades e identidades Problematiza-se como os sujeitos se constituem e que práticas de verdade, tais como autonomia, formações do corpo social e percepção de suas ações enquanto sujeitos, tendo a Body Art como materialidade discursiva a ser analisada. Discute-se com Le Breton (2002, 2003, 2007) o corpo-texto como signos identitários, os conceitos de corpo adaptável, modelável, capaz de ser reescrito no social a partir de artefatos, modificações e assim, entrar no que chamamos ser sociável. Utilizam-se concepções da Análise de Discurso de filiação francesa como discurso, memória discursiva e interdiscurso (2005; 2007). As teorizações foucaultianas acerca da disciplinarização dos corpos e dos jogos de verdade constituindo modos de subjetivação, Foucault (1979; 1996; 1987; 2010) subsidiarão no trato das leituras levantada, bem como, na apreensão da Formação Discursiva. Essas abordagens servirão de análise para compreendermos o sujeito social enquanto produto e produtor de suas identidades por meio de marcas corporais.

Palavras chave: Identidade. Discursividades. Modificações corporais. Jogos de verdade. Cultura