Acessibilidade
21 de Março de 2017 14:15

Estudantes da UnP vencem etapa potiguar do Desafio Sebrae

Três alunos da UnP e um da UFRN foram os vencedores da etapa estadual do Desafio Universitário Empreendedor e vão disputar a final nacional no Distrito Federal em abril.

 

Foto: Marco Polo Veras

Os quatro vencedores vão representar o RN na final do Desafio em Brasília (DF). Os quatro vencedores vão representar o RN na final do Desafio em Brasília (DF)Natal – Depois de um fim de semana inteiro de atividades, quatro estudantes conquistaram as melhores pontuações, venceram a etapa estadual do Desafio Universitário Empreendedor e vão representar o Rio Grande do Norte na final do jogo empreendedor em Brasília (DF), entre  os dias 7 e 12 de abril. A equipe será formada por um estudante da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) e outros três da Universidade Potiguar (UnP). O resultado foi anunciado neste domingo (19) após 17 horas intensas de capacitações e competições. Os quatro receberam troféus e prêmios.

O acadêmico que teve o melhor desempenho foi José Max Bruno de Souza, que é estudante do curso de Administração da UnP e obteve a melhor pontuação entre os 30 finalistas do estado. O segundo melhor classificado foi Daniel Victor da Silveira, que é aluno do curso de Ciências e Tecnologia da UFRN. O terceiro colocado foi Leonário Gondim Azevedo, que cursa Engenharia da Produção na UnP. Também da mesma universidade vem o quarto lugar, Maria Teresa Salvador de Moura, acadêmica do curso de Administração. Eles receberam cada um smartphone, além de troféus de vencedores estaduais.

As atividades foram ministradas pelo instrutor Rafael Demetrius e Paulo Miranda, que é analista da Unidade de Educação e Empreendedorismo do Sebrae no Rio Grande do Norte. A etapa presencial potiguar também teve como palestrantes o empresário Felipe Neves, da startup Fix-It, e a gerente da Unidade de Comércio e Serviço da instituição, Maiza Pessoa. O diretor de Operações do Sebrae-RN, Eduardo Viana, também acompanhou a maratona de competições e participou do anúncio dos vencedores.

Foto: Marco Polo Veras

De acordo com a gestora estadual do Desafio, Rosenilde Alff, o jogo é uma grande oportunidade de esses estudantes se motivarem a empreender e assim como estimulá-los a buscar conhecimento e capacitação antes de abrir um negócio. Durante as atividades, os participantes aprendem, por exemplo, a fazer um plano de negócio utilizando o modelo do Canvas.

Os docentes também foram premiados no término das atividades do Desafio Universitário Empreendedor. Os professores da UnP Gilberto Vale Junior e Jean Gleyson Farias Martins receberam os prêmios por serem mais indicados do ranking do ciclo e do histórico, respectivamente.

O Desafio Universitário Empreendedor é uma competição nacional promovida pelo Sebrae que estimula os alunos das instituições de educação superior a desenvolver atitudes empreendedoras, fazendo com que eles fiquem mais preparados para os desafios do mercado. Na competição, o universitário desenvolve a habilidade em gerir negócios, participa de atividades virtuais e presenciais que difundem os conceitos de gestão, mercado, inovação e empreendedorismo.

O estudante pontua participando de capacitações presenciais, dos ensinos a distância do Sebrae, dos Papos de Negócio, dos jogos online do Desafio e das disciplinas de empreendedorismo na instituição de ensino. Para as etapas presenciais do Desafio, são classificados tanto os melhores colocados do ranking histórico quanto do ranking ciclo.

O Desafio Universitário Empreendedor é uma grande oportunidade para que os estudantes universitários sejam capacitados para empreender. Na primeira fase, uma etapa virtual, os estudantes acumulam pontos por meio de participações em capacitações, concursos e disciplinas empresariais. Na segunda fase, uma etapa presencial, que é a semifinal, ocorrendo no Sebrae de cada estado do país, os estudantes classificados na primeira etapa realizam várias atividades com especialistas em gestão e empresários.

Na terceira e última etapa, os quatro melhores colocados na segunda etapa de cada estado formam equipes para a competição. Cada grupo irá apresentar ideias de negócios que serão julgadas por uma banca de especialistas.

A final nacional vai premiar cada integrante da equipe: primeiros colocados receberão o valor de R$ 20 mil e troféus; segundos colocados R$ 10 mil e troféus; e terceiros colocados R$ 5 mil e troféus. Além de premiar os estudantes, a competição reconhece os professores indicados pelos alunos e as instituições de ensino que mais inscrevem candidatos. Os professores mais indicados pelos alunos no ciclo e no histórico também serão reconhecidos com troféu e um smartphone.

Fonte: Redação da Agência Sebrae