Acessibilidade

Central do Candidato: (84) 4020-7890 / Central do Aluno: (84) 3227-1234 +

+

26 de agosto de 2011 14:44

Estudantes lotam a Aula Inaugural da Escola de Gestão e Negócios

Os alunos da Escola de Gestão e Negócios participaram em peso da aula inaugural realizada no último dia 25 de agosto na unidade Roberto Freire. Durante o evento especial o empresário e piloto de vôo livro Glauco Cavalcanti apresentou a palestra “Decolando para o Futuro”, que trata sobre os desafios que o profissional da área enfrenta no mundo corporativo moderno, assim como, sobre as experiências do piloto à frente de sua agência de turismo de aventura no Rio de Janeiro.

Professor das disciplinas de Marketing e Negociação nos cursos de MBA em Gestão Empresarial da Fundação Getúlio Vargas, Cavalcanti é Mestre em Gestão Empresarial pela FGV, MBA em Marketing e bacharel em Administração pela PUC-RJ. Possui diversos artigos publicados e é autor do livro “Decolando para o Futuro”. Entre sua experiência no mercado está o seu trabalho como gerente de desenvolvimento de mercado da Coca Cola Company. O evento foi criado para dar as primeiras orientações profissionais aos alunos que entraram na Escola neste semestre.

“A aula inaugural tenta mostrar ao aluno este novo ambiente em que ele está entrando que é a universidade. Passar uma nova realidade e poder dar uma colaboração a esse aluno que muitas vezes chega na universidade sem conhecimento sobre essa nova vida acadêmica. Bem como para os alunos que já estão para ver os diferenciais que eles podem praticar”, explica o professor Gustavo Adolfo Lima, diretor da Escola de Gestão e Negócios.

Ex-alunos da Escola de Gestão e Negócios, que hoje atuam em grandes empresas do país e do estado, ou que possuem os seus próprios negócios, também participaram dando depoimentos sobre como funciona o mercado de trabalho local e que tipo de formação profissional oferece verdadeiro diferencial para empresas norte riograndenses.

Confira uma abaixo uma entrevista com o palestrante Glauco Cavalcanti:

UnP EM FOCO: Como surgiu a ideia de unir o esporte de aventura e as disciplinas de Gestão?
Glauco Cavalcanti: Na verdade o vôo livre está na minha vida há 15 anos, era um hobbie. E quanto mais eu fui voando, quanto mais eu fui desenvolvendo a habilidade de voar eu fui vendo que na verdade podia fazer uma analogia fantástica com o mundo corporativo, porque o mercado é complexo e você exige modelos complexos para explicar algo que é complexo. Os ventos, o relevo, o risco, a questão emocional envolvida, tudo isso está presente no vôo livre e também está presente no mundo corporativo. A palestra traz este paralelo, usa, por exemplo, o momento da decolagem, fazendo associação com a sua decolagem. Seja da sua carreira, seja com o lançamento de um produto, seja um novo projeto. Então você tem todos os elementos da sua vida profissional em um paralelo com o vôo e é exatamente isso que eu faço.

UnP EM FOCO: O que é importante para o estudante que está entrando agora na universidade para poder se inserir na vida corporativa?
Glauco Cavalcanti: Eu sempre digo que a base é a capacitação. Estar na UnP, estar numa boa universidade, isso é a base. É o início da história e tem que ser muito valorizado. O aluno tem que levar à sério o estudo, mas isso é uma competência habilitadora, só te habilita a entrar em certos mercados, não é suficiente. Tem as competências que são complementares e as exclusivas, então é importante que ele entenda que para se diferenciar não mercado não adianta ele só fazer a faculdade. Então ele tem que ir além e fazer uma pós-graduação, um curso de especialização, realmente investir no mercado, investir em treinamento isso é a base. Além da capacitação tem a questão da atitude. O que você vai fazer com tanta informação? Tem gente que lê milhares de livros e não consegue produzir nenhum conhecimento. Então aí entra uma questão comportamental também. Na palestra eu trabalho a parte da competência e a da atitude empreendedora, que eu bato muito nesta tecla.

UnP EM FOCO: O empreendedorismo está em todos?
Glauco Cavalcanti: O empreendedorismo não está só na pessoa que vai abrir um negócio, ele também está dentro das organizações. O intra-empreendedor é extremamente valorizado hoje em dia. O funcionário também tem que ser empreendedor. Ele tem que pensar fora da caixa, tem que ser criativo, tem que aceitar novos desafios, aceitar o risco, desde que seja um calculado, dentro das organizações. Então o empreendedorismo está presente dentro e fora das organizações.

UnP EM FOCO: E quanto a questão dos profissionais que o Brasil começa a precisar cada vez mais em vista do crescimento que o país está passando, já que o senhor também é professor?
Glauco Cavalcanti: Na verdade a educação está se massificando, graças a Deus. Algumas pessoas reclamam porque está havendo uma invasão muito grande dentro das salas de aula de alunos às vezes com um nível mais baixo. Eu sou de uma outra corrente. Eu acho que a capacitação tem que ser para todos e essa massificação é obrigatória. E está tendo uma mudança muito grande do perfil. No passado o aluno fazia a graduação, esperava cinco anos, ganhava experiência e ia fazer uma pós-graduação. Hoje em dia não existe mais isso. O aluno termina a graduação e já entra no MBA, depois em um Pós-MBA. O que está acontecendo é um ensino continuado e isso está fazendo com que o nosso país cresça, se capacite e gere melhores profissionais. Os resultados econômicos estão aí para provar o que está acontecendo, fruto dessa capacitação à nível nacional.

UnP EM FOCO: Como o senhor vê o crescimento dos mercados no nordeste brasileiro?
Glauco Cavalcanti: O nordeste está em franco crescimento. A parte de turismo, de gastronomia, da hotelaria. É impressionante como está crescendo. E o nordestino tem uma capacidade que eu particularmente gosto muito, que é ser empreendedor. Então, está super ligado com o livro que eu escrevi que se chama ‘Empreendedorismo: Decolando para o Futuro’. E é um prazer estar aqui no nordeste, falando para este povo empreendedor sobre empreendedorismo.

UnP EM FOCO: O que o senhor achou da estrutura do evento que a UnP montou para a aula de hoje assim como da universidade?
Glauco Cavalcanti: Olha acho que este tipo de evento só engrandece. É uma estrutura fantástica, você vê alunos se acotovelando para entrar e participar. Uma estrutura de 800.000 alunos para assistir uma palestra numa aula inaugural. É realmente gratificante para o palestrante e eu acho que para o aluno é um grande evento. Algo para ficar na memória destes alunos que estão ingressando e vai mexer com aquele que estão pensando em entrar.