Acessibilidade

Central de Atendimento: (84) 4020-7890

29 de novembro de 2017 18:49

Grupo de Lesões Cutâneas comemora resultados de 2017

Atividade desenvolvida no CIS, atendeu uma média de 40 pacientes no segundo semestre do ano e a maioria deles apresentou resultados positivos

Com uma média de 40 pacientes atendidos durante o segundo semestre de 2017, o Grupo de Lesões Cutâneas do Centro Integrado de Saúde (CIS) encerrou as atividades do ano no dia 28 de novembro com muito a comemorar. Alunos, professores e preceptores dos Cursos de Enfermagem e Fisioterapia, envolvidos na iniciativa, marcaram o fechamento com uma confraternização natalina para os pacientes e deram orientações para o período de recesso.

O Grupo multiprofissional se reúne sempre às terças-feiras pela manhã e realiza cerca de 12 atendimentos por sessão. A maioria dos pacientes são indivíduos da terceira idade, muitos deles acamados ou com movimentos comprometidos e que, por causa disso, desenvolvem lesões cutâneas “Alguns deles possuem úlceras nas regiões sacrais, outros têm doenças cardíacas que abriram lesões na região das pernas e membros inferiores devido à má circulação e ou possuem feridas de difícil cicatrização por causa do diabetes”, declara o preceptor de Fisioterapia, Murilo Ribeiro.

Entre os serviços oferecidos, há troca de curativos, limpeza e aplicação de pomadas, além de atividades física e, quando possível, a aplicação da laserterapia. De acordo com Murilo, a grande maioria dos usuários teve uma resposta positiva, diminuindo os problemas e seguindo as orientações. Por isso, o objetivo do Grupo de Lesões não é apenas a cicatrização, mas também fazer com que os pacientes ou cuidadores possam tratar das úlceras. Para isso, os alunos realizam palestras, rodas de conversas e workshops para auxiliar os usuários.

Além do trabalho e o resultado positivo dos atendimentos, a atividade já rendeu trabalhos científicos publicados. A perspectiva do Grupo é que, a partir de 2018, o leque profissional seja ampliado agregando cursos como Medicina, Nutrição e Psicologia, além do aumento no número de vagas.