Acessibilidade
26 de Março de 2013 11:39

Hoje é o Dia Mundial do Chocolate – conheça mais sobre esta iguaria

Hoje, 26 de março, Dia Mundial do Chocolate e do Cacau Brasileiro, e estando já no período da Páscoa, nada mais oportuno do que abordar um dos alimentos mais apreciados do mundo e mais consumidos durante esta época, o chocolate. O aumento do seu consumo neste período, além de alegrar e adoçar a vida de muita gente, gera também dúvidas em relação a diversos aspectos do “alimento dos deuses”.  Em entrevista, a Professora de Confeitaria do Curso de Gastronomia da UnP, Luciana Câmara, esclareceu algumas dessas questões.

1- Com o aumento do consumo no período da Páscoa, o chocolate fica em evidência. Quais os seus benefícios para a saúde e quais as restrições? Sobre o tema chocolate e saúde, uma coisa deve ser observada: nenhum nutricionista tem sérias objeções a um pedacinho de um bom chocolate, muito pelo contrário. O chocolate tem muitos pontos positivos, pois no cacau podemos encontrar proteínas e carboidratos, minerais como o fósforo e o magnésio e numerosas vitaminas. O único problema reside no excesso deste consumo, dado que as pessoas não se contentam com um pedacinho de chocolate. Desde que se tenha uma vida saudável e se coma racionalmente, não será o chocolate que vai engordar ou causar problemas circulatórios.

2- Muita gente gosta de chocolate mas não pode consumir o tradicional por questões médicas, como a intolerância a lactose, diabetes, a questão do açúcar e gordura. Já existem bons produtos no mercado para este público? Com certeza temos excelentes produtos no mercado para este público com restrições alimentares. Existem produtos magros e sem açúcar para quem quer comer e não sentir remorsos, a estes são adicionados os adoçantes, e chocolate sem lactose que é mais digerível para aqueles que tem intolerância a lactose. Para quem não tem intolerância, deve-se observar a origem do cacau e o teor de cacau que o chocolate possui, pois este teor não deve ser menor que 50%. Quanto maior for a quantidade de massa de cacau no chocolate, maior serão os benefícios para o nosso organismo, e é este cacau que vai dar um sabor e uma sensação maravilhosa ao ser consumido.

3- Quais são os maiores consumidores de chocolate no mundo?
A maior parte do chocolate consumido é na Europa, e o consumo por pessoa aumenta. Os maiores consumidores de chocolates, bibliograficamente falando, são os suíços e alemães, que consomem em média de 9 a 10 quilos per capita, por ano. O chocolate hoje é acessível a todas as classes sociais e todos consomem.

4- Uma questão polêmica acerca do futuro do chocolate no mundo é que especialistas apontam uma queda da produção do cacau, podendo torná-lo item raro e caro. O que a senhora diz sobre essa especulação?
Muito antes de ser colhido, o cacau em bruto já está a ser negociado. O comércio do cacau não é diferente do comércio do café, do ouro ou do petróleo. Estas sementes escuras não são apenas a base de uma alimento ou bebida, são matéria de especulação nos mercados financeiros internacionais.

5- A Harold, uma das mais tradicionais indústrias de chocolate do Brasil e líder no segmento de coberturas, e a Rede Laureate firmaram parceria. Qual o ponto forte desta parceria? A parceria de todas as universidades que tenham os cursos de gastronomia da Rede Laureate Brasil com a Harold tem como ponto forte trazer novas técnicas para professores e alunos e fomentar o mercado do chocolate.

6 – Para finalizar, a Harald lançou a linha Melken Unique, qual o diferencial? No caso da nossa parceira Harald, para a fabricação do Melken Unique, a sua nova linha de chocolate gourmet, é que estão utilizando matéria-prima de alta qualidade, trazida das mais bem conceituadas fazendas de cacau do Brasil.