Acessibilidade

Central do Candidato: (84) 4020-7890 / Central do Aluno: (84) 3227-1234 +

+

30 de novembro de 2017 14:28

Ideias sustentáveis para o agronegócio são expostas em feira de Pedagogia

Os alunos realizam pesquisas e mostraram na feira de ciência as ideias de uso do solo e dos recursos naturais de forma sustentável

Um mundo sustentável é o desejo que aflora em nossas mentes cada vez mais. Os futuros pedagogos têm a tarefa de levar para a nova geração, a ideia de cuidar bem do nosso solo e dos recursos naturais. Os alunos da 6ª série do curso de Pedagogia participaram da Feira Ciências, promovida pela disciplina de Ciências Naturais, ministrada pelo professor Flávio José.

O agronegócio foi o tema central da feira, que trouxe para a sala de aula a discussão sobre as transformações sociais e econômicas que estão sendo geradas atualmente no contexto mundial. A exposição dos trabalhos foi realizada no dia 28 de novembro, na Unidade Floriano Peixoto.

A possibilidade do empreendedorismo na área, como e o caso da agricultura familiar e da economia solidária, foram os exemplos expostos pelos alunos em seus trabalhos. Dentre outros tema abordados, alertaram sobre o uso de alimentos transgênicos, os benefícios de uso da compostagem para plantação, o cultivo de mudas e hortas em casa, os vantagens dos produtos orgânicos, além de expor ideias que são realizadas na agricultura biológica.

“A temática tem sua relevância em proporcionar a ampliação de conhecimentos sobre as possibilidades de viver em um mundo sustentável, reduzindo as consequências do aquecimento global, e ao mesmo tempo, repensando as possibilidades de se praticar o agronegócio na perspectiva de economia solidária e consciente”, ressalta o professor Flávio José

A agressão sofrida pelo meio ambiente com práticas abusivas na exploração dessa economia foi também o ponto focal, mostrando possibilidades de andar de mãos dadas com a consciência de preservação e da sustentabilidade. “O contexto atual, marcado por grandes transformações sociais e econômicas, evidencia a necessidade de um questionamento de partida sobre os problemas ocasionados pelo uso irregular e abusivo do solo, dos recursos naturais, da produção desenfreada com utilização de agrotóxicos e da mercantilização lucrativa dos produtos do campo”, complementa o professor.