Acessibilidade

Central do Candidato: (84) 4020-7890 / Central do Aluno: (84) 3227-1234 +

+

6 de setembro de 2018 15:31

Informática Cidadã entrega certificados a 37 alunos

Pessoas com Deficiência são o foco do projeto que já é realizado há mais de 11 anos

Trinta e sete alunos, todos com deficiência, deram mais um passo para mostrar que não existem limites para quem tem força de vontade. Eles fazem parte das duas turmas concluintes em mais uma edição do Projeto Informática Cidadã, iniciativa da UnP, que oferece cursos básicos de qualificação para pessoas com deficiência. A entrega dos certificados foi realizada no dia 5 de setembro, no auditório da Unidade Salgado Filho, com a presença dos familiares dos participantes.

Com mais de 11 anos de atuação, o Informática Cidadã oferecia aulas para estudantes de baixa renda e escolas públicas. Porém, uma parceria entre o setor acadêmico e de Recursos Humanos da Universidade Potiguar resultou no novo escopo do projeto que, atualmente, atende apenas pessoas com deficiência (PCDs) com foco na qualificação para o mercado de trabalho.

Em um dos módulos, os alunos contam com aulas de Informática Básica, abordando Windows, Word, Excel e Power Point. Além disso, eles aprendem também aspectos do hardware e conexões de periféricos. Essa etapa conta com o apoio de professores e alunos voluntários da Escola de Arquitetura, Engenharias e Tecnologia, de Cursos como Sistemas de Informação, Gestão de Tecnologia da Informação e Engenharia Mecânica.

O último módulo é o de aspectos comportamentais, ministrado pela Profa. Regina Stefan. Nesta etapa, eles aprendem sobre construção de currículos, como se portar em uma entrevista de emprego, além de etiqueta na internet.

O Coordenador do Informática Cidadã, Prof. Henrique Costa, comemora a conclusão de mais uma turma. Para ele, a troca de conhecimentos é sempre um dos pontos mais positivos do projeto. “Eu costumo dizer para eles no primeiro dia de aula que é uma situação de mão dupla de aprendizado. Ensinamos, mas também aprendemos, principalmente, com as pessoas com deficiência. Aprendemos que é possível sair de sua zona de conforto, e ter força de vontade, e perseverança. E com os surdos, ainda aprendemos Libras”.

Amanda Oliveira, Consultora de RH da UnP, explica que o novo formato de atendimento do projeto surgiu através da parceria com o Acadêmico. “Como instituição promotora do Ensino, percebemos essa oportunidade de adaptar o Informática Cidadã atendendo as necessidades de Pessoas com Deficiência”. Para o encaminhamento de alunos, a UnP conta com a parceria da Coordenadoria de Pessoas com Deficiência (Corde) do Governo do Estado e do Centro de Atenção ao Surdo (CAS) da Prefeitura de Natal. O projeto também foi homologado junto ao Ministério Público do Trabalho (MPT-RN).

A Subcoordenadora da Coordenadoria de Pessoas com Deficiência (Corde) da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc), Tânia Scarsanella, considera o Informática Cidadã importante para qualificar esse grupo. “Hoje a exigência pela qualificação está em todos os âmbitos. E um dos conhecimentos mínimos exigidos é de Informática Básica, mesmo que seja de uma pessoa com deficiência para se inserir no mercado de trabalho. Esta é uma parceria que deu certo com a UnP, auxiliando as Pessoas com Deficiência a se qualificarem”.

Fotos: Eliel Matias