Acessibilidade

Central de Atendimento: (84) 4020-7890

12 de Maio de 2011 12:12

Mais uma vez a UnP participa do Projeto Rondon

 

 

Com o grito de guerra: “Potiguares do abraço – Natal – Rio Grande do Norte – SELVA”, o grupo (composto por 08 alunos e 02 professores) da UnP para integrante do Projeto Rondon partiu às 3h40 até a chegada em Marabá, às 12h, onde os rondonistas foram recepcionados pelo Major Vial responsável pela Operação Carajás. A equipe ficou aquartelada no 52º Batalhão de Infantaria de Selva, e participaram de tais atividades: City Tour pela cidade de Marabá; Participação da formatura (apresentação do quartel para as equipes de rondonistas; Treinamento de adaptação na selva; Abertura oficial do Projeto Rondon na Universidade Metropolitana.

A chegada na cidade Babaçulandia para o desenvolvimento das atividades aconteceu no dia 16 de janeiro e o grupo ficou alojado na creche denominada de Criança Esperança, dividindo as atividades e o alojamento com a equipe a equipe da Universidade Estadual de Ponta Grossa – UEPG. As atividades foram iniciadas no dia 17 de janeiro, neste dia foram realizadas reuniões administrativas e de apresentação das equipes para os gestores e a comunidade. A abertura oficial foi realizada na câmara municipal da cidade, como a presença do prefeito, vereadores e comunidade.

No dia 18 de Janeiro, as oficinas propostas pela nossa equipe foram relacionadas a administração de pessoas e finanças, nos dois turnos. No dia 19, as oficinas forma com as temáticas de beneficiamento do babaçu e desenvolvimento agrícola. No dia 20, as oficinas foram de oratória, finalização da desenvolvimento agrícola, sustentabilidade (primeira parte).

Nesses dias de atividades têm-se percebido e comprovado a capacidade técnica e de trabalho em grupo dos discentes da Universidade Potiguar, que demonstraram a aplicação dos conhecimentos adquiridos na formação acadêmica. Os diretores e professores dos cursos de Farmácia, Fonoaudiologia, Enfermagem, Gestão Ambiental, Serviço Social e Terapia Ocupacional, estão de parabéns pelos alunos rondonistas enviados para operação.

A experiência deste projeto tem sido única na vida dos acadêmicos e professores, uma possibilidade de desenvolvimento de habilidades e competências para pratica profissional, mas também pessoal.