Acessibilidade

Central do Candidato: (84) 4020-7890 / Central do Aluno: (84) 3227-1234 +

+

17 de abril de 2019 10:37

Projeto terapêutico previne suicídio e automutilação

Prolvida debate o tema em grupos e realiza atendimentos individuais gratuitos ou a baixo custo

Segundo dados do Ministério da Saúde, a cada 46 minutos ocorre uma morte por suicídio no Brasil. Diante desse cenário, o projeto Prolvida atua em Natal abordando temas como automutilação, ideação e tentativa de suicídio são debatidos por meio de palestras e orientações e ações em escolas, além de atendimentos individuais e grupo terapêutico. Os interessados podem buscar atendimento no Serviço Integrado de Psicologia (SIP) da UnP.

O Prolvida surgiu em 2018 com o intuito de estudar as causas que levam uma pessoa a cometer o suicídio. O projeto aborda o impacto que as mortes representam hoje na sociedade além de formas de prevenção e cuidado. O grupo é formado por sete estagiários, alunos do último ano do curso de Psicologia, que atuam sob a orientação da Profa. Ana Isabel Oliveira de Lima.

Além dos estudos, o projeto também acolhe pessoas do público interno e externo que passam pelo problema. Após um processo de triagem (feito através do plantão psicológico), os casos de automutilação e ideação suicida são encaminhados para acompanhamento terapêutico. O serviço é oferecido a baixo custo ou de forma gratuita após uma avaliação da condição socioeconômica.

Os atendimentos à comunidade são realizados de segunda a sexta-feira em três horários: das 8h30 às 11h, das 14h às 17h30 e das 18h30 às 20h30. O SIP fica localizado na Rua Abraham Tahim (lateral da Unidade Roberto Freire da UnP), bairro de Capim Macio. Para informações, os interessados podem ligar para o telefone: (84) 3216-8607.