Acessibilidade

Central do Candidato: (84) 4020-7890 / Central do Aluno: (84) 3227-1234 +

+

1 de julho de 2015 17:39

Ser internacional é… Relações Internacionais

Ter interesse por assuntos em esfera mundial é importante para quem analisa cursar Relações Internacionais. O Guia do Estudante dá dicas para esclarecer a importância desse profissional em uma esfera globalizada. O site destaca que esse profissional “interconecta as atividades produtivas e econômicas de todas as nações. Para as empresas, essa internacionalização significa competir em mercados estrangeiros, aproveitando as melhores oportunidades”. Trabalhar ajudando empresários que exportam produtos para vários lugares é uma função que pode ser explorada pelo profissional de Relações Internacionais.  Para isso, é importante estar antenado com os caminhos que a economia segue.

Ser interessado por História é um bom indício de que você poderá ter êxito na profissão. Ter curiosidade para entender os aspectos que compõem a sociedade e como ela se estabelece é outro ponto positivo para investir na graduação. O nome Relações Internacionais não é dado ao curso à toa. Se sentir atraído por explorar culturas e disporde um potencial de relacionamento com outros povos é um começo e pode ser aperfeiçoado durante o curso. A vontade de reter conhecimento o fará ser apresentado a uma carreira promissora.

Para dar caminho certo a carreira o primeiro passo – a escolha da universidade – é fundamental.  E se a instituição de ensino está afinada com o conceito da internacionalidade, aumenta, e muito, as oportunidades de se destacar nesse mercado global. A UnP, integrante da Laureate – maior rede de universidades do mundo, oferece a graduação, com duração de quatro anos. Se preparar, conhecer outro idioma e potencializar o seu conhecimento de mundo, são indícios fortes que você está pronto para decolar.