Acessibilidade

Central do Candidato: (84) 4020-7890 / Central do Aluno: (84) 3227-1234 +

+

25 de outubro de 2013 18:26

Universidade Potiguar realiza o XV Congresso Científico e XIV Mostra de Extensão

Por Amanda Santos e José Raul – Alunos do curso de Jornalismo UnP

Com o tema “Formação e empregabilidade: os desafios Globais”, a Universidade Potiguar realizou do dia 22 a 24 de outubro, o XV Congresso Científico e a XIV Mostra de Extensão, no Campus Natal. Durante o período, o público pôde conferir, ainda, o talento de alunos e professores na primeira edição do Festival de Música UnP-DCE.

O evento visa desenvolver a interdisciplinaridade, oferecer novas concepções do empreendedorismo, dar a oportunidade de crescimento, fomento da consciência crítica da educação, das competências profissionais e a reflexão sobre o desenvolvimento sustentável.

O Congresso Científico é o maior evento da instituição e contempla todas as áreas de conhecimento da UnP, quando a sociedade tem a oportunidade de participar da programação diversificada com presença dos estudantes, professores, pesquisadores, empresas e público externo. A programação conta com conferências das sete escolas da UnP, apresentação de trabalhos, mesas redondas, oficinas, pôsteres, Mostra de Pesquisa e Extensão. 

O jornalista e escritor Caco Barcellos foi o articulador da palestra de abertura (22), no Centro de Convenções de Natal, às 20hs. Caco Barcellos traçou o tema contextualizando a trajetória de sua vida, as constantes mudanças do mercado de trabalho e abordou sobre a realidade brasileira: desigualdade social, o crescimento econômico do país, violência e corrupção, além de exemplificar as mudanças que ocorreram nas últimas décadas classificando o Brasil como “O País da Diferença”. E deixou um recado “Aquele que chegará ao mercado de trabalho, tem o dever de transformar o país, buscar um país mais justo, com harmonia e sem violência”, ainda que seja difícil.A banda Potiguar Uskaravelho encerrou a noite de abertura do Congresso.

Entre os dias 23 e 24, o XV Congresso Científico seguiu com a programação, na unidade Roberto Freire. A XIV Mostra de Extensão e pesquisa contou com conferências, apresentação de trabalhos (comunicação oral), mesa-redonda, minicursos, oficinas, pôsteres, palestras e Mostra de Pesquisa e Extensão de todas as escolas de conhecimento da UnP. Os participantes do congresso tiveram a oportunidade de fortalecer os pensamentos críticos acerca da educação e do mercado de trabalho, debatendo com profissionais de referência de cada área. 

 

FESTIVAL DE MÚSICA DA UNP PREMIA TALENTOS

A primeira edição do Festival de Música da UnP DCE superou as expectativas, angariando a simpatia dos estudantes. O concurso aconteceu durante o Congresso Científico, no Campus Natal, unidade Roberto Freire. De acordo com o organizador Francisco de Paula (coordenador Acadêmico Administrativo da Escola de Comunicação e Artes), o número de inscrições foi significativo.  “Tivemos 45 participantes, quatorze na modalidade Banda e trinta e um na modalidade Solo, um nível altíssimo”, revelou. O primeiro lugar recebeu 3 mil reais, o segundo lugar 2 mil reais e terceiro lugar mil reais.

Acirrada, a competição teve como resultado na categoria Solo, em primeiro lugar, Clécio Favone – estudante de Ciências Contábeis, o segundo lugar: Têto Gomes – aluno de Design Gráfico e o terceiro lugar Yuri Bitencourt – aluno de direito. Na categoria Banda, o primeiro lugar ficou com a Banda Dekadas – tendo à frente Luiz Claudio de Albuquerque, aluno de história. O segundo lugar foi de Carmem Music – aluna de Publicidade e Propaganda e o terceiro lugar com Yuri Bitencourt –com a Banda Black Century – aluno de Publicidade e Propaganda. 

A Reitora da Universidade Potiguar profa. Sâmela Soraya Gomes, idealizadora do projeto, disse que é a realização de um sonho “Quando assumi a reitoria, sentia muita falta nos congressos científicos da gente ter outros espaços, que não fossem a tradicional exposição de pôsteres e apresentações orais. A gente vem trabalhando desde janeiro e estou absolutamente feliz, conseguimos fazer um belíssimo festival. A vida universitária tem que ser permeada por esses espaços de alegria, de paixão, de vivência do campo do universitário, que vai para além campo universitário, que é atravessado por todos estes afetos”, comentou emocionada a Reitora.

A marca do evento foi criada pelo aluno de publicidade e propaganda Erícson Alexandre, integrante da Agência Escola.