Acessibilidade

Central do Candidato: (84) 4020-7890 / Central do Aluno: (84) 3227-1234 +

+

23 de Abril de 2012 16:54

UnP é parceira na execução de Projeto financiado pelo Acordo Tropical Forest Conservation Act

Em outubro de 2011, o Fundo Brasileiro Para a Biodiversidade (Funbio) lançou uma chamada de projetos a serem desenvolvidos nos biomas e zonas de transição da Mata Atlântica, Caatinga e Cerrado. Na ocasião, a Fundação Para o Desenvolvimento Sustentável da Terra Potiguar (Fundep), a Universidade Potiguar (UnP) e o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte (IDEMA) apresentaram em conjunto um projeto para realização de estudos que visam à criação de uma unidade de conservação no município do Martins/RN.

Nesta chamada, o FUNBIO recebeu ao todo 101 propostas e o processo seletivo foi realizado em duas etapas eliminatórias: a primeira de enquadramento e a segunda de análise técnica. Após esse processo, o Governo dos Estados Unidos aprovou formalmente 47 projetos.

A decisão do Comitê da Conta do TFCA aprovou o apoio técnico e financeiro ao projeto “Monumento Natural Cavernas de Martins”, sendo este o melhor colocado no Rio Grande do Norte, 3º no Nordeste e 7º no Brasil. Desde então, foram iniciados os procedimentos administrativos e jurídicos que resultaram na assinatura do contrato de investimento.

O TFCA
O Tropical Forest Conservation Act é resultado de um acordo bilateral entre os Governos do Brasil e dos Estados Unidos que visa à redução de dívidas do governo brasileiro contraídas junto ao governo americano e suas agências, tendo como finalidade a utilização dos mesmos recursos para apoiar a conservação e o uso sustentável das florestas tropicais do Brasil.

A parceria FUNDEP/UnP/IDEMA
A parceria estabelecida entre as instituições objetiva a criação de uma unidade de conservação denominada “Monumento Natural Cavernas de Martins”, com vistas a salvaguardar o patrimônio espeleológico nacional existente no município, bem como a recuperação das áreas degradadas e das espécies animais e vegetais, especialmente aquelas ameaçadas de extinção; promover a educação ambiental da população local; e, fomentar o turismo ecológico no interior do Estado.

Para apoiar a execução do referido projeto, a UnP aprovou o desenvolvimento da pesquisa “Patrimônio espeleológico como potencial para criação de unidade de conservação no Município de Martins, Rio Grande do Norte”, vinculada ao Núcleo Saúde e Meio Ambiente, da Escola da Saúde, que será coordenada pelo Prof. Dr. Werner Farkatt Tabosa.

A Profa. Vilma Maciel, coordenadora geral do Projeto e docente da UnP, destaca que a proteção dos importantes ecossistemas através da instituição de Unidades de Conservação tem se apresentado como a estratégia mais eficaz, através da qual o Estado do Rio Grande do Norte vem conseguindo equacionar conflitos gerados pela ocupação do homem em ambientes frágeis e convida a comunidade acadêmica interessada na temática a participar da mesa-redonda “Criação de Unidade de Conservação como forma de salvaguardar o patrimônio natural do Município de Martins/RN”, a ser realizada no próximo dia 27 de abril, as 19h, no Auditório da Unidade Salgado Filho.