Acessibilidade
13 de dezembro de 2017 11:31

UnP participa de encontro do Prêmio Santander Universidade Solidária

Nos dias 5 e 6 de dezembro, a equipe do projeto Pesca Sustentável e Geração de Renda participou da terceira edição do encontro de coordenação de projetos do prêmio Santander Universidade Solidária, em Maceió – AL. A UnP foi vencedora do prêmio em 2015 pelo projeto. De lá para cá, foram diversas atividades desenvolvidas pelos professores e alunos do Campus Mossoró na comunidade de Pedra Grande. A equipe da Universidade Potiguar foi a segunda a apresentar seus resultados. Participaram do encontro, a profa. Tenessee Andrade Nunes, embaixadora do projeto; o aluno do curso de Administração, Levi Cunha Braga e a representante da comunidade de Pedra Grande, Jaciara Nóbrega. 

O projeto Pesca sustentável e geração de renda possui 4 metas de grande importância para a comunidade de Pedra Grande.: Estruturar a comunidade através de uma associação comunitária representativa dos moradores; Buscar meios para regularização dos terrenos da comunidade que estavam sob litígio com o INCRA;  Escavar um poço de água potável na comunidade e; Viabilizar a construção de um espaço comunitário para a venda, estocagem de pescado, realização de cursos, atendimentos médicos e ações sociais.

Antes do projeto, a comunidade não tinha nenhum tipo de representatividade. A professora Tenessee recordou que essa foi a época mais difícil do projeto, onde foi necessário fazer um verdadeiro trabalho de resgate da confiança e da autoestima daqueles moradores. “As pessoas estavam acostumadas a terem seus direitos negados e a serem explorados pelos atravessadores que compravam o pescado por preços irrisórios e sem garantias para os pescadores. Foi necessário realizar formações, palestras e cursos, dialogar, conhecer cada morador, sua família, estar dentro da comunidade e viver seus dilemas, para que os laços de confiança entre Pedra Grande e UnP pudessem se estreitar. Hoje a realidade da comunicação é completamente diferente do começo. Existe um vínculo de confiança e trocas positivas”, comenta.

Com relação à meta mais difícil do projeto, o prefeito de Porto do Mangue, Sael Melo, reuniu-se com o superintendente do INCRA, José Leonardo Guedes, acompanhados pelo deputado Souza Neto e foi discutida a situação dos terrenos da comunidade de Pedra Grande, e a concessão de um lote pertencente ao sr. Adelino Moura, que servirá para abrigar as obras de escavação do poço e do centro comunitário de venda e beneficiamento de pescado da comunidade. O superintendente do INCRA entendeu a importância do projeto fomentado pelo Banco Santander e UnP e emitiu um ofício liberando o terreno para que as obras possam ser executadas.

“Essa é sem dúvida, até o momento, a maior vitória que o projeto alcançou nestes quase dois anos de trabalho incansável. Agora com o terreno cedido, os próximos passos deverão seguir no sentido de formalizar a doação do terreno à associação, licitar os orçamentos de escavação do poço, emitir ART e iniciar as obras o mais rápido possível”, comemora a embaixadora do Projeto.

No segundo dia de encontro, a equipe, juntamente com os demais participantes dos outros projetos, visitou a comunidade de Paripueira em Alagoas, onde fica a sede do projeto Singeleza, que também foi ganhador da 18ª edição, e o almoço foi servido.A professora Tenessee encerra o ano de 2017 agradecendo a cada colega da universidade, que juntamente com ela, abraçou a causa do projeto. Professores de todas as escolas, bem como diretores, coordenadores e alunos voluntários.