Acessibilidade

Central de Atendimento: (84) 4020-7890

10 de Março de 2016 11:44

UnP veste a camisa contra o Aedes Aegypti e promove ações de combate às doenças provocadas pelo mosquito

A Universidade Potiguar realiza, desde o início do semestre, ações de enfrentamento ao mosquito Aedes Aegypti, vetor dos vírus da Dengue, Chykungunya e Zika, através de parcerias com a Secretaria Municipal de Saúde de Natal, Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN e a rede de ensino público do estado. As ações seguem as recomendações da Rede Laureate, que vem unindo esforços em todos os estados em que atua o Brasil.

Em apoio a solicitação do Ministério da Educação, através do Pacto da Educação contra a Zika, a UnP realizou ações pontuais em três dias escolhidos pelo Governo Federal como “Dia D da Educação”, 19 e 26 de fevereiro e 4 de março. O objetivo era mudar o cenário da epidemia no Brasil por meio da conscientização de jovens, considerados importantes replicadores do comportamento social necessário para prevenir focos do mosquito. As atividades desenvolvidas pela Universidade foram lideradas pela Escola da Saúde, por meio do Centro Integrado da Saúde (CIS).

No Campus Natal, mais de 70 Professores, tutores e preceptores de vários cursos da UnP promoveram palestras, gincanas, peças teatrais e rodas de debates em escolas públicas, além de ações nas Unidades da UnP, como a exposição de plantas repelentes e a aplicação de questionário sobre o conhecimento que a população tem sobre o Zika Vírus. Os cursos envolvidos foram: Ciências Biológicas, Enfermagem, Fisioterapia, Medicina, Odontologia, Psicologia, Serviço Social e Radiologia. Cerca de 8 mil alunos foram envolvidos, inclusive como agentes promotores. Durante a realização das ações, 2 mil alunos do Ensino Médio, 60 crianças do Projeto Compartilhar e 60 servidores das Escolas Estaduais foram alcançados e sensibilizados em relação à necessidade de combate ao mosquito.

De acordo com a Professora Doutora Amália Rêgo, Diretora da Escola da Saúde do Campus Natal, ”a luta no combate a proliferação do mosquito Aedes Aegypti tornou-se uma batalha travada a cada dia, no intuito de evitar os males causados por tais doenças que afetam adultos, privando-os do seu trabalho produtivo e, principalmente, recém-nascidos, vítimas da microcefalia, doença que até poucos dias não fazia parte do nosso cotidiano e hoje assola milhares de famílias. Nesse sentido, o esclarecimento é fundamental, pois não adiantam apenas ações governamentais de alcance limitado, mas a participação de toda a sociedade. Nas diversas campanhas de que participa, a UnP vem atuando na interação direta entre sua comunidade acadêmica e a sociedade, promovendo o esclarecimento necessário e transmitindo o conhecimento diretamente aos cidadãos e suas famílias sobre a prevenção, os sintomas e os riscos dessas doenças”.

Já no Campus Mossoró, foi iniciado o projeto de extensão “Todos Contra a Dengue”, através do qual estudantes da Universidade adotaram a Escola Estadual Lavoisier Maia, no bairro Nova Betânia. Além de um mutirão de limpeza, os alunos e professores do CIS Mossoró vão promover até o mês de maio ações de conscientização voltadas para as crianças e adolescentes da Escola, com o propósito de multiplicar as medidas preventivas para evitar a proliferação do mosquito em seus bairros. O projeto ainda realizou blitz educativa na frente da Escola e um bate-papo com os pais dos alunos, reunindo mais de 250 pessoas.

As atividades de conscientização e prevenção das doenças transmitidas pelo Aedes Aegypti vão continuar ao longo de todo o ano em todos os cursos da Universidade.