Acessibilidade
12 de Março de 2013 11:36

XII Semana Mulher e Poesia tem início com palestras de poetisas potiguares

A XII Semana Mulher e Poesia começou ontem, 11, na Unidade Floriano Peixoto, trazendo duas grandes poetisas norte-rio-grandenses: Diva Cunha e Rizolete Fernandes. O evento segue até o dia 14, quinta-feira.

A mesa-redonda foi precedida pela apresentação da banda do Clube de Letras e Artes – Cleart, com canções sobre o tema “mulher”, e pela fala do Professor Mariano de Azevedo, que elogiou as conquistas das mulheres ao longo do tempo. A Professora de Letras Conceição Flores fez a apresentação das poetisas, que em seguida discorreram sobre a contribuição das mulheres norte-rio-grandenses na poesia e no movimento feminista.

A poetisa Diva Cunha discursou sobre a participação feminina na poesia do RN, citando nomes como Nísia Floresta, Madalena Antunes, Auta de Souza, Palmira e Carolina Wanderley e Zila Mamede. Segundo ela, “A literatura do RN tem muito do que se orgulhar, pois começa com uma mulher”, disse Diva Cunha, referindo-se ao pioneirismo de Nísia Floresta.

A poetisa Rizolete Fernandes, que relançou o livro Cotidianas, fez um resumo sobre a atuação do movimento feminista e das lutas e conquistas alcançadas em 200 anos. A poetisa citou dados oficiais sobre as diversas formas de violência contra a mulher e destacou a importância da Lei Maria da Penha.  “O Brasil tem uma das melhores leis do mundo, a Lei Maria da Penha”, disse, acrescentando que ela por si só não basta, já que é preciso mais juizados, mais delegacias e mais mulheres preparadas para lidar com a situação.

O evento, organizado pelo Curso de Letras, PET Letras e Cleart, contou com a interação dos estudantes, que participaram lendo trechos de uma poesia sobre a Lei Maria da Penha, além de uma encenação abordando a violência contra a mulher.