Acessibilidade

Central do Candidato: (84) 4020-7890 / Central do Aluno: (84) 3227-1234 +

+

29 de Janeiro de 2016 09:59

Artigo – Invista em você: ESTUDE!

Muito se comenta sobre o impacto do estudo formal sobre o rendimento das pessoas. Diversos estudos já mostraram o salto qualitativo e quantitativo na vida profissional dos indivíduos com maior escolaridade, sobretudo daqueles com diplomas de Ensino Superior.

Para validar tais conceitos, recebemos, na semana passada, uma extensa pesquisa anual que a Rede Laureate faz sobre a evolução salarial dos egressos de suas instituições em suas determinadas praças de atuação. Sendo assim, temos em mãos uma excelente fotografia desse impacto em nossa sociedade Natalense. Alguns resultados são inquestionáveis, mesmo em um ambiente de crise econômica que vivemos atualmente. Salientarei alguns deles para que possamos perceber a relevância de um diploma na vida dos nossos jovens no mercado de trabalho.

1)             Maior e melhor empregabilidade dos formados: mesmo fazendo parte do grupo que mais sofre para conseguir sua colocação no mercado de trabalho (jovens), nossos recém-formados possuem uma taxa de empregabilidade muitíssimo superior ao mesmo grupo etário sem diploma. Ainda melhor: quatro de cada cinco recém-formados conseguem obter seus empregos na área de sua formação acadêmica, trazendo inúmeros benefícios de performance e financeiros.

2)            Rendimentos superiores: a mesma análise também mostra dados surpreendentes quanto ao “valor de um diploma”, vamos aos principais:

2.1)        Incremento de 66% no rendimento médio dos nossos graduados, apenas um ano depois de formados, versus seus ganhos antes de entrarem na Universidade;

2.2)        Empregos na área de formação garantem um ganho, em média, 38% superior aos empregos fora da área;

2.3)        Quanto mais tempo depois de formado, maior torna-se o “valor do diploma”. Em Natal, por exemplo, um profissional qualificado e diplomado, trabalhando em sua área de formação, ganha mais do que o dobro do rendimento médio do mercado profissional (106%);

2.4)        A análise dos graduados dos cinco últimos anos da nossa Universidade mostra os incríveis resultados de um retorno sobre o investimento feito de 98% e de um Payback (tempo necessário para reaver o capital investido) de apenas 12 meses!

Sem sombra de dúvida, o mercado de trabalho está cada vez mais árduo e demandante. Posicionar-se corretamente em sua área de atuação e ser devidamente remunerado pelo valor que se aporta torna-se uma batalha contínua e desafiadora. Porém, resultados como os demonstrados por nossas pesquisas anuais são a prova viva que ainda não existe nada mais poderoso do que uma sólida formação educacional. E é por isso que sigo acreditando que, mesmo em tempos de crise, não existe melhor investimento do que aquele feito para nosso próprio desenvolvimento intelectual. Sendo assim, perseverem, estudem e sigam adiante. O futuro, certamente, trará as recompensas.